[ | sábado, 10 de março de 2012 | | 9 comentários ]

Hisashiburi!! 
Eu estava sem internet por causa da mudança e agora estou trabalhando então o tempo livre fica escasso. 
É meu primeiro emprego no Japão e a primeira semana foi fogo! Ficar 11 horas em pé na mesma posição não é mole não, digo 11 hrs pois 1 hr é de descanso (dividido em 3 kyukei  e o horário de jantar). Meu pé dói horrores só de pensar em sair de casa e quando passa 2 da madrugada eu já fico só de meia no pé que dói, torcendo para ninguém ver. 
São 6 noites trabalhadas, fazendo kensa (checagem/inspeção) em painel central de carro.

O "japonês chatinho" tem pego no meu pé, talvez por eu ser a única mulher no turno da noite ou por eu ser novata e fazer o trabalho melhor do que ele. Tem até sabotado meu trabalho, colocando furio como peça boa. Todos os dias vem com uma novidade para tornar meu trabalho mais cansativo e demorado. 
Fora isso o trabalho é bom ^^
Fico feliz por meu marido não estar mais trabalhando com química, a saúde dele agradece! 
Bom final de semana á todos, vou descansar pois amanhã a luta recomeça!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

9 comentários:

  1. Que bom que vc conseguiu um emprego! (^^) estou torcendo por vc, eu ri na parte "japonês chatinho"...A sim manda esse japonês cata coquinho kkkk'

    te adoro Di bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!! Consegui emprego faz uns 2 meses mais ou menos mas só comecei no inicio de Março. O cara já tinha esse apelido quando entrei na fábrica hehehe

      Excluir
  2. aff, até acostumar não é nada fácil. depois vc pega jeito. e se o japa ver que vc trabalha direito, não passa furyo, essas coisas, ele larga do seu pé (do mesmo jeito que aconteceu no visto, vc paga pelos que um dia trabalharam mal e avacalharam com tudo).

    qdo vc "pegar" um pouco mais de nihongo, procura emprego em agências de ligações internacionais, lojas... ou onsen, etc.
    bjs boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou começando a me acostumar, já não dói tanto. O japa passa mais furio do que qualquer outra pessoa e ainda diz que dá produção hehehhe Pensa que manda só pq é puxa saco do dono da fábrica rsrsrs
      Obrigada pela visita!

      Excluir
    2. Olá Diana, não conheço o Japão, mas já vi várias histórias e vídeos, e já trabalhei aqui no Brasil para a ISHIBRAS, fábrica de navios, pelo que sei a família do Japonês é o trabalho, eles são muito rigorosos. Bastante saúde e prosperidade para você. Sergio Wolf.

      Excluir
  3. Hahaha, sei muito bem como é o começo. Trabalhei em auto-peças durante 2 anos, em Iwata. Seis meses abastecendo a linha de montagem do painel do carro e 1 ano e meio fazendo kensa eletrônica no painel do mesmo carro. No começo foi cruel, chegava em casa chorando de dor e não via a hora de sair de lá. Como eu sou muito alta, minhas costas sempre doíam de tanto abaixar ou carregar peso. Meus chefes tbm me mandavam muitos sasatsu, só pra me testar, e eu nunca deixei nenhum passar. Mas sobrevivi! Agora estou em Tokorozawa, trabalhei uma semana em bentoya e desisti. Não é um serviço pra mim! Mil vezes auto-peças, celular ou hotel. Cada um se adapta melhor a um serviço... mas as dores virão do mesmo jeito, infelizmente. :(

    Se eu consegui, você também consegue! Ganbatte kudasai!! ;D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aos poucos vou me adaptando. Á cada semana aparece algo novo nos meus pés, de inchaço á dores. E meus dedos das mãos estão meio travados e doloridos também. O serviço é bom mas há piores como você mesma disse. Meu marido não quis que eu trabalhasse em bentoya por causa da correria que é e por ser meu primeiro emprego aqui ele achava que eu não iria aguentar, ninguém achava que eu ia aguentar no que estou agora mas estou lá até hoje..
      Obrigada pela força!!

      Excluir

Os comentários passam por moderação portanto não precisa enviar o mesmo comentário de novo. Só depois que eu liberar, seu comentário irá aparecer aqui.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

A Carioca por e-mail

Digite seu e-mail:

Delivered by FeedBurner